A beleza das serras e dos vales, dos pinhais, florestas, campos de cultivo, das pequenas aldeias, vilas e cidades, fazem de Dão Lafões uma região que fica no coração de quem a visita.

Festas e Gastronomia

É uma região rica em manifestações populares. Há festas e romarias por todos os concelhos, feiras onde não faltam as barracas de "comes e bebes" para provar as delícias da comida regional. Caldo verde, rancho, lampreia, rojões e vitela assada à moda de Lafões são alguns dos pratos que poderá apreciar, não esquecendo os bons enchidos tradicionais (morcela, chouriça, bucho e farinheira), o presunto, o pão de mistura ou de centeio, a broa de milho, e, claro, o famoso queijo da serra. Prove os vinhos do Dão e de Lafões, vinhos de qualidade nascidos de solos essencialmente graníticos.

Artesanato

O artesanato é uma das riquezas desta região. Esteiras e cestos feitos em palha, verga e vime; rendas e bordados; tecidos e mantas de lã e linho, tapetes de arraiolos e mantas feitas com retalhos; pratos, vasilhas, figuras de barro e bonecas de pano, são a arte de quem tem a habilidade nas mãos.

Termas e Turismo Rural

Na região de Dão Lafões, a água é também uma riqueza. Cerca de um quarto da oferta nacional de águas termais encontra-se nesta região, salientando-se as suas qualidades terapêuticas para problemas dermatológicos, respiratórios, intestinais, artroses, hipertensão, asma, bronquite e sinusite, entre outros. Para isso, escolha as termas ou caldas que melhor se adequam ao seu caso: termas de Alcafache (Viseu), Caldas da Felgueira (Nelas) e São Gemil (Tondela).

Aproveite para descansar nas praias fluviais ou banhar-se nas águas dos rios que passam por estas terras, como o Mondego e o Dão. Pode ainda optar por um banho na piscina do hotel.